Pedro Calloni assina com empresário dos Estados Unidos para gerenciar sua carreira

0

 

São apenas seis anos estudando e trabalhando no mercado fonográfico norte- americano, mas o suficiente para o brasileiro Pedro Calloni mostrar a que veio. Com um currículo de tirar o fôlego, o músico que participou do disco de rap The Lost Boy, indicado ao Grammy 2019 como melhor álbum, passou a ser gerenciado em fevereiro deste ano por Rupert Lincoln, tornando-se o primeiro engenheiro de mixagem a fazer parte do portfólio do empresário.
Lincoln, inglês radicado em Los Angeles, gerencia muitos artistas, entre eles a carreira do trio LANY e da cantora e compositora Sasha Sloan, autora de canções interpretadas por Camila Cabello e Jon Legend.  

Para Pedro, ter Rupert como seu empresário significa  ter alguém com bastante relevância na industria que acredita em seu trabalho e nessa parceria“Vamos trabalhar juntos nessa nova fase e colaborar com mais artistas e com mais alcance do que nunca”. Como produtor, engenheiro e multi instrumentalista Pedro Calloni participou de 35 álbuns de diferentes artistas. Dentre alguns nomes destacam-se Dave Mathews Band, no album “Come Tomorrow”,  Jason Mraz, Nas, Lukas Nelson e John Alagia. Já se apresentou como músico convidado ao lado da cantora brasileira Anitta, na Billboard em Nova York, produziu, mixou e gravou como engenheiro no Wellspring Studio, em Boston e no lendário Avatar Studios, em NY, onde trabalhou com a banda Jota Quest. Este ano acompanhará a cantora Sasha Sloan em sua turnê pela América do Norte.

Sobre Pedro Calloni

Com o apoio dos pais, Pedro Calloni começou cedo seus estudos de música, no Centro Musical Antonio Adolfo, no Rio de Janeiro, tendo a bateria como seu primeiro instrumento. Como conhecimento adquirido, passou de aluno para  professor.
Hoje é produtor, engenheiro de áudio e multi instrumentista, formado pela Berklee College of Music, em Boston, em  Music & Production & Engineering.
 Foi assistente de Elliot Scheiner – que tem oito Grammys  como engenheiro – no álbum de Lauren Kinhan em tributo a Nancy Wilson e de Ross Hogarth no álbum Bleeding Oranges, de  Nacho Gonzales.
 Como músico, fez parte da Toledo e Dear June, com a qual gravou dois cds e excursionou por várias cidades americanas ao longo de 2016, incluindo NY e Whashington.
 Em 2017, foi selecionado para fazer parte do Wadhams Production Scholars Trip na Inglaterra, participando de sessões no Abbey Road Studios e no Real World Studios, do músico Peter Gabriel.
 Atualmente, mora em Los Angeles e trabalha no The Village Studios, por onde já passaram nomes como Lady Gaga, Elton John, Rolling Stones, Madonna, Bob Dylan e John Mayer (que até pouco tempo mantinha seu próprio estúdio lá) entre muitos outros.

você pode gostar também

Deixe uma resposta