O Fenômeno do brega funk Felipe Original lança com o carioca Yago Gomes o hit “Perigosa”

0

Bandida, Fogosa… – Perigosa, Treinada, Malandra… – Na Dança Representa, Na Dança Ela Se Joga”, estas são algumas das estrofes da já promessa de hit no funk nacional, PERIGOSA. Mais uma produção em parceria dos cariocas DJ Yago Gomes e Fael, também responsável pela masterização. Além de ser um dos compositores, quem canta é o pernambucano, Felipe Original, dono de um dos maiores sucessos de todos os tempos, “Hit Contagiante”. 

Yago Gomes e Felipe Original ( Fotos Divulgação )

O single “Perigosa” tem em essência o brega nordestino, em especial o brega funk pernambucano. Mas traz em seu DNA a mistura poderosa do ritmo carioca, entre outros gêneros em um só lugar. “É gratificante, mais um artista carioca como DJ Yago Gomes, de produções famosas no mundo do funk, abraçar o brega funk. Como poderíamos imaginar que nos celeiros desse gênero musical, eu estaria entre os mais ouvidos e tocado? Esperamos bater mais uma vez o primeiro lugar no Spotify e em outras plataformas digitais, kkkkkkkkkk”. Se empolga o recifense Felipe.

Yago Gomes, que saiu dos bailes de comunidades em Niterói, ganhou a cidade e as pistas das principais boates cariocas. Foi o primeiro DJ a fechar as portas da maior casa de show do Rio e do Brasil, o antigo Barra Music (14 mil pessoas), até ganhar o país. Com 24 anos e há quase dez no meio musical, seu sucesso rompeu fronteiras e hoje se apresenta por todo o país. Entre muitos hits produzidos por Yago e sucesso nacional estão: “Chefe é Chefe”,  na voz do MC Maneirinho, “O Mundo É Nosso”, “Sem Limites” e “Tô Pro Crime”, com Duduzinho. Algumas inclusive, foram temas de novelas da Globo. 

Juntar o Brega com Funk foi um passo muito importante. São quebras de tabus, empatia com os outros ritmos, nesse mundo, tudo se transforma. Criar batidas com características do forró e do brega no funk, deu muito certo. São dois ritmos do povão, da massa, que se identificam em várias questões sociais. Estar junto do Felipe que conseguiu vencer uma grande barreira, que é a do sucesso e  romper o regionalismo é muito legal, estou muito animado com este single”. Conta Yago

Yago Gomes ( Fotos Divulgação )

Com 28 anos, Felipe Original, começou “no corre” aos 15 anos, cantando rap. Três anos depois, ele se jogou no brega funk ao lado do Reginho e a Banda Surpresa. O primeiro destaque do grupo foi com o vídeo clipe de “Minha Mulher Não Deixa Não“, em parceria com o Aviões do Forró, em 2010. “A partir dessa música, as coisas começaram a andar”.

Após Reginho e a Banda Surpresa, Felipe formou a banda Meninos da Net. De cara nova, lançou a música “Uma Noite de Prazer”, sucesso em todo o nordeste, seguido de “Machuca”, regravadas por dois grandes nomes do forró, Gabriel Diniz e a Banda Saia Rodada. Mas, o grupo acabou se separando e o recifense deixou a música de lado por um tempo.

Em 2016 Original resolveu se profissionalizar e tentar garantir um futuro mais certo, pois viver de música é um caminho árduo e o rapaz já tinha três filhos para sustentar.

Foquei na faculdade e consegui um emprego em um almoxarifado”, conta o recifense.

Felipe Original ( Fotos Divulgação )

Mas seu coração pulsava forte no brega funk fazendo com que ele no final de 2018 retornasse aos palcos.

Nessa volta, as coisas mudaram. Em abril de 2019, surge com mais de 12 milhões em alguns canais do youtube, a autoral “Maliciosamente”. Logo depois o estrondo nacional, “Hit Contagiante”, que entre outros teve Kevin O Chris participando, ultrapassando mais de 300 milhões de visualizações no YouTube, além dos mais de 125 milhões nos streamings, sendo a canção com mais download no spotify até o início deste ano, O que levou o artista pernambucano a se apresentar por diversos estados do país. Ainda em 2019 participou com de “Sentadão“, com Pedro Sampaio, que com o hit levou um dos troféus do Premio MTV 2020.

O funk muda a vida de pessoas todos os dias, no Rio, São Paulo, Salvador, agora também no Pernambuco e em várias outras cidades. Para Yago Gomes, que não só viu, mas faz parte das mudanças no próprio funk tradicional, este será mais um “batidão” em sua vida, mas não um qualquer, pois cada projeto leva sua verdade, um pedaço de sua alma musical. Felipe Original traz com ele, mais uma aposta de que essa junção dá mais que certo, pois, o brega funk, não só mudou sua vida, como também a chance de vários outros MCs de Recife ou qualquer lugar do país. A música depois de lançada, não tem mais dono, é do Brasil, do mundo inteiro, é de quem quiser cantar e ouvir.

E é isto que estes artistas vão oferecer no dia 27 de novembro para os amantes do funk e do brega funk. Um som que faz do dia, tarde ou da noite, muito mais animada. “Perigosa” será lançada em todas as plataformas digitais, pela Alegria Records sob licença exclusiva da Warner Music Brasil e em breve sairá também o projeto audiovisual da canção.

Deixe uma resposta