O cantor Mikael Lucca se apresenta na Zona Oeste do Rio

0

O cantor Amazonense Mikael Lucca, conhecido no cenário noturno de Manaus, com o grupo Coisa Nobre. Em carreira solo Mikael se apresenta na cidade, do Rio de Janeiro, realizando eu sonho de cantar em grandes palcos do país, debutando na Cidade Maravilhosa, ao lado dos ídolos: Xandy de Pilares, Ferrugem, Imagina Samba, Mumuzinho e muitos outros. Sua estadia no Rio durou mais tempo que pensava. Nos shows de pagode, aproveitava para soltar pérolas do sertanejo em sua voz. Logo se destacou, o cantor de Manaus que canta pagode e sertanejo. Com uma potência vocal e timbre, diferenciados.

A marina mais bem equipada de Búzios

Num dos points mais badalado do Rio de Janeiro, a Barra da Tijuca iniciou o projeto, cantando sertanejo e pagode, dando vida ao primeiro “pagonejo” da cidade. Casas famosas receberam o amazonense, que juntou o pagode com o sertanejo.
No samba e pagode, Alexandre Pires, Xande de Pilares, Sorriso Maroto, Belo e Péricles, entre muitos outros são sua inspiração. Mas é fruto da era do sertanejo universitário, de Cristiano Araújo, Gustavo Lima e Jorge e Matheus como referência, além de fã de Almir Sater, entre muitos.

“Minha identidade foi formada, numa junção de ritmos, pois Manaus e o norte do país consomem um pouco de tudo, por isso, algumas influências musicais na minha vida. O sertanejo é muito forte, mas chega o arrocha, o forro, calipso, e o pagode é muito ouvido, além do Boi que é genuinamente amazonense. Enfim é uma mistura muito massa”. Se define o cantor.

Atualmente faz parte da Imperial Music. Um escritório de gerenciamento artístico, formado por nomes conhecidos no mercado fonográfico, entretenimento, cultura, assessoria de imprensa, consultoria artística, gestão comercial e na produção musical, sob a tutela do conhecido contra baixista, produtor e diretor musical, Boris Bass, o mesmo que já produz e já direcionou diversas carreiras para o sucesso.

Mikael lançou em outubro passado, nas plataformas digitais, o single “Melhor Que Balada”, composta pelo famoso trio de compositores, Vanessinha PGJúnior Silva e Juan Marcus, responsáveis por sucessos estrondosos nas vozes de Marilia Mendonça, Maiara e Maraísa, entre muitos outros tops do sertanejo. A direção é de Bóris Bass, responsável por hits de nomes como Sorriso Maroto, Belo, Diogo Nogueira, Mumuzinho, diPropósito, entre outro nomes. “Melhor Que Balada” faz parte do projeto com 4 singles, precedendo sua campanha de audiovisual, prevista para o início de 2021.

É um sonho chegar aqui, alguns deles viraram pesadelos. Um adolescente de Manaus, através de muito sacrifício, com dinheiro contado, no Rio de janeiro? Uma euforia, medo, alegria. Aí você pensa, chegou a hora. Mas nem tudo da certo. Voltei pra casa, mas não desisti. Até o Boris, produtor dos sonhos de qualquer cantor iniciando, ouvir minha voz, meu grito através da música. Hoje sou Imperial Music, com uma equipe, que muitos queriam estar, até famosos. Sou grato a Deus, por poder levar o que trago desde os seis anos dentro de mim, a música. E buscar fazer diferença na vida das pessoas me ouvindo”. Declara Mikael, que está se apresentando em diversas casas do Rio de Janeiro até o dia 06. Dia 07 retornará a Manaus, mas no início de janeiro vem morar de vez na Cidade Maravilhosa.

Entre os locais onde se apresentou estava o Bar da Lapa, Goods Bar, em Bangu, zona oeste do Rio, a convite do sambista Thiago Cordeiro. Neste sábado 05 se apresenta no Baviera, em Anchieta, zona norte carioca, convidado de Marcell Vale, ex vocalista do conhecido grupo carioca “Pra Valer“, no domingo, dia 06 faz um pagode no Recreio dos Bandeirantes e depois na Taquara, com Os Gêmeos Do Samba, em Jacarepaguá.

  Essa seria mais uma história, das de muitas, que encontramos por aí. Só que esta é a de um menino, agora um rapaz, que já canta há 18 anos. Que quando solta a voz aveludada e consistente, chama atenção de quem o ouve. Os ouvidos se acomodam para escutar esse som tão diferenciado. É do amazonense Mikael que estamos falando!

você pode gostar também

Deixe uma resposta