Empresária Maria Fumagalli se destaca em Búzios

Cearense arretada de Taperuaba, comanda uma das maiores marinas da região dos lagos

0

Cearense de Taperuaba distrito municipal de Sobral, na região centro-norte do estado do Ceará, filha de pais de origem humilde, que mesmo com pouco estudo tinham uma visão atualizada e esclarecida sobre o mundo e graças a isso se tornaram proprietários de um cartório na cidade.
Tudo isso fez com que Maria se tornasse uma mulher de princípios e com muita determinação, qualidades essas que contribuíram para que chegasse ao Rio de Janeiro, sua tão sonhada Capital, aos 14 anos de idade, onde nunca mais saiu. Hoje, 30 anos após sua chegada à Cidade Maravilhosa Maria se divide entre Rio de Janeiro e Búzios, na Região dos Lagos.
Por ser uma mulher nordestina aprendeu a lutar e a se defender da xenofobia desde menina e através da sua coragem e personalidade forte, nunca se sentiu diminuída perante o preconceito das pessoas.
Quatro anos após sua chegada ao Rio de Janeiro, Maria conheceu o grande amor da sua vida, o empresário Wladimir Fumagalli, com quem se casou,  tiveram 2 filhas: Bea e Dani Fumagalli  e um império considerável.

Wladimir era um executivo de uma multinacional na época, casaram-se, e entre uma gestação e outra, ele desempenhou com orgulho seu papel de cuidar da família .
 Maria Fumagalli administrou com excelência as inúmeras mudanças que tiveram que fazer, em apoio à carreira do marido. Tendo a oportunidade conhecer e a morar em diversos lugares no mundo, como Boston, Chile, Porto Rico, Buenos Aires, entre muitos outros. E naquela época o casal resolveu, de comum acordo, poupar suas economias em prol de uma boa aposentadoria e alguns projetos futuros.

Em 1998 inauguraram a Empresa “Azul Marina”, que possuía um espaço de 10 mil metros quadrados para guardar embarcações marítimas, iniciando uma trajetória de muito sucesso, chegando a manter entre embarcações e  Jet Skis sob seus cuidados, recebendo o título de uma das Marinas mais conceituadas, segundo a Revista Náutica.
Passado um tempo Wladimir foi acometido por uma doença degenerativa progressiva, chamada Esclerose Lateral Amiotrófica, abalando toda a família e diante desse fato Maria Fumagalli se viu tendo que assumir todas as responsabilidades do seu marido que nesta época presidia a Empresa “Azul Marina”, como também um Centro comercial com 12 lojas localizado em Búzios e apartamentos na Barra da Tijuca, além de não poder deixar de lado o seu comprometimento com a educação e crescimento das suas filhas , o cuidado diário que tinha com sua mãe, hoje com  91 anos.

Maria passou por um momento doloroso e desafiante que foi encarado por ela com muita coragem e fé durante 5 anos, até que a doença sucumbiu a vida do seu marido, levando-o à óbito.

Hoje, Maria Fumagalli, viúva, mulher multifacetada se viu inserida no mundo corporativo tendo o dever transformador de administrar uma empresa, executar com maestria seu papel de mãe, filha e executiva de alta performance. Se tornou um exemplo de força, orgulho e superação especialmente para sua cidade natal chamada Sobral, no Estado do Ceará que fará aniversário dia 04 de Julho, data esta que Maria receberá uma homenagem da Câmara Municipal de Sobral por sua notoriedade.

“Tendo como objetivo perpetuar e expandir o negócio” Se emociona Maria, ao lembrar que em sessão ordinária em 2019  foi aprovado com muito empenho do vereador Niltinho, o Projeto de lei 44/2019, que denomina o Logradouro Público (LOG 1074) no bairro da Marina com o nome Rua Wlademir Fumagalli,  e por ter criado as suas duas filhas graduadas e poliglotas:
“Eu fui subestimada e recebi muitas criticas no início da minha gestão, muitos não acreditavam na minha competência, eu venci”. Enfatiza Maria. ( por Paula Gessika, Jornalista Tv Fama )

Deixe uma resposta